Futebol Home São Paulo Times

Gols contra: número volta a crescer e Brasileirão 2018 fica acima da média

Mesmo com duas partidas a menos – válidas pela terceira e 20ª rodadas -, o Campeonato Brasileiro de 2018 é o que menos teve redes balançadas desde 2013 (teria que tirar uma diferença de 15 gols). Ao mesmo tempo, é o segundo maior em quantidade de gols contra até a 24ª rodada. Além de esta edição já superar a média de gols contra, ela trouxe de volta a tendência de números altos na estatística.

No ano passado, a quantidade de gols contra despencou, mas a edição de 2018 já trouxe de volta o antigo patamar. Se em 2017 eram precisos 63 gols para um ser contra, hoje são necessários 30. O recorde de menor quantidades de gols para se ter um contra, foi no Brasileirão de 2015: uma fatalidade a cada 28 gols pró.

Na história do Brasileirão, o Atlético-PR foi o único que jogou a bola contra seu patrimônio duas vezes em uma mesma partida – Brasileirão 2014 em jogo da 13ª rodada, contra o Atlético-MG. Mesmo o Furacão não tendo feito mais nenhum gol contra naquela edição do Campeonato, o clube liderou o ranking, ao lado de Vitória e Goiás.

Até agora, o maior acúmulo de gols desse tipo até a 24ª rodada de todas as edições ficou com Vasco e Grêmio em 2013, e Sport em 2015, todos com três. Em 2018, Atlético-MG, Atlético-PR, São Paulo e Vasco são os que mais elevam essa média: dois para cada clube. Com a ajuda deles, o torneio deste ano já superou a média de 2013 a 2017: 14 gols até a 24ª rodada. Atualmente, 2018 já conta com 17 gols contra.

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.