Futebol Home São Paulo Times

Nenê cobra os companheiros de São Paulo para esquecerem a arbitragem

No auge de seus 37 anos, Nenê não é importante para o São Paulo apenas por sua técnica e facilidade em marcar gols. O experiente meia é um líder no gramado e no vestiário. Nesse sábado, inclusive, teve bronca, e pública. A intenção foi das melhores, claro. O Tricolor venceu o Bahia por 1 a 0 e retomou a liderança do Campeonato Brasileiro, mesmo que de forma provisória. Mas Nenê não quer mais o time tão preocupado com a arbitragem.

“Temos que tentar motivar nesse momento (de dificuldade). Uma hora precisa de um apoio, mas é bom uma cobrança às vezes. Tentei dar o meu melhor para o grupo”, explicou o jogador. “Aconteceu algumas coisas que a gente, de cabeça quente, acaba falando. Faz parte. O ser humano erra, temos que pensar na gente e esquecer da arbitragem”, completou.

A irritação dos são-paulinos se dá principalmente pela expulsão de Diego Souza contra o Fluminense e pelo pênalti não marcado diante do Atlético-MG. Nesse sábado, ainda no primeiro tempo, Régis levou cartão amarelo em jogada comum e está suspenso. Não enfrenta o Santos, domingo, na Vila Belmiro.

“É o que eu falei, a gente tem que ter essa leitura e também ajudar os mais novos nesse aspecto, não só jogando, mas nessa parte de mentalidade”, disse Nenê, reconhecendo que a ansiedade das arquibancadas também precisa ser bem absorvida pelos atletas. “A gente conversou que temos que ter a cabeça tranquila. Às vezes a torcida quer o gol rápido e ficamos nervosos. Não pode acontecer. Temos de fazer nosso jogo”.

 

Gazeta Esportiva

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.