Futebol Home São Paulo Times

Tréllez vira talismã do São Paulo

Quando o São Paulo enfrentou dificuldades nas partidas, Diego Aguirre apostou em Santiago Tréllez. Foi com o atacante em ação para balançar as redes que o Tricolor paulista conseguiu vencer o Vasco, o Sport e empatar com o Fluminense para manter a liderança do Campeonato Brasileiro. Contra o Atlético-MG, nesta quarta-feira (5), fora de casa, ele vai viver uma situação diferente. Como Diego Souza cumpre suspensão automática por ter sido expulso no fim de semana, o colombiano já começará o confronto como titular em Belo Horizonte.

Cidadão do mundo, o atacante, de 28 anos, tem bagagem para encarar mais esse desafio. Filho do ex-jogador John Jairo Tréllez, campeão da Libertadores de 1989 pelo Atlético Nacional-COL e com passagens por Boca Juniors-ARG, Juventude-RS e seleção colombiana, ele acompanhou os passos do pai durante a infância. Por isso, conheceu outras culturas, idiomas e fez muitos amigos. Como atleta, também viajou bastante e defendeu clubes de cinco países (México, Paraguai, Argentina, Colômbia e Brasil). Hoje, os parentes moram nos Estados Unidos e, quando possível, visitam o atleta no Brasil.

Destes amigos do futebol, um virou astro. Apesar da distância física, o atacante são-paulino conta com o apoio de um dos jogadores mais badalados de seu país, James Rodríguez. Os dois se conhecem desde os 7 anos de idade, quando disputavam os campeonatos das categorias de base e da seleção nacional. Juntos, entraram em campo no Mundial sub-17, em 2007, na Coreia do Sul.

 

Tréllez e o badalado amigo, James Rodríguez. Dupla mantém a amizade desde a infância (Reprodução/Instagram)

De lá para cá, nunca deixaram os laços mesmo com a vida cigana de jogador de futebol. Os dois conversam quase diariamente por celular e também gostam de disputar partidas de videogame online. Nas férias, Tréllez costuma visitar o amigo – foi até Madri, vê-lo no Real, e para a Alemanha, onde hoje ele defende o Bayern de Munique. O sonho de reeditar a parceria nos gramados ainda não acabou, pois Tréllez mantém o desejo de defender a seleção. Para tanto, terá de se destacar ainda mais pelo São Paulo.

Por causa deste recente bom desempenho, ele já passou a receber o apoio dos torcedores. Porém, nem sempre a situação foi assim. Com Aguirre, ele chegou a não ser relacionado para o banco de reservas no primeiro confronto entre o Tricolor e o Colón (no dia 2 de agosto), na Argentina, pela Copa Sul-Americana. Na sequência, teve uma conversa com o treinador, que o destacou a importância do jogador para o elenco. Como reconhecimento deste bom momento, ele recebeu recentemente propostas do Frosinone, da Itália, e do Granada, da Espanha, ambas recusadas.

 

UOL

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.