Futebol Home São Paulo Times

São Paulo coleciona gols com a “mão” de Aguirre

Para superar desfalques, uma expulsão e um gol contra diante do Fluminense no último domingo (2), o São Paulo contou com uma ajuda que tem sido cada vez mais frequente: a “mão” do técnico Diego Aguirre. Seja na hora de escolher um jogador surpreendente na escalação inicial ou para apostar em um substituição no segundo tempo, o treinador mostra conhecer muito bem as virtudes dos comandados.

Dos últimos dez gols marcados pelo Tricolor, seis tiveram participação decisiva do uruguaio. Essa sequência começou na vitória por 2 a 1 sobre o Vasco, justamente o resultado que colocou a equipe paulista na liderança. Na ocasião, Diego Souza e Nenê estavam mal na partida e Aguirre decidiu lançar Santiago Tréllez e Gonzalo Carneiro. O colombiano puxou contra-ataque, tocou para Everton e recebeu de volta para selar o triunfo no Morumbi.

O mesmo Tréllez apareceu para resolver a rodada seguinte. Os são-paulinos venciam por 2 a 1 o Sport, mas eram pressionados. Até que o atacante disparou após lançamento de Hudson e tocou por cima de Magrão. Para encerrar o primeiro turno na ponta, Aguirre apostou em Shaylon como titular para descansar Nenê e viu o garoto abrir o placar contra a Chapecoense com dois minutos de jogo. Na etapa final, colocou Hudson, outro que havia sido poupado, e o capitão anotou golaço para definir o 2 a 0.

Nas duas últimas partidas, contra Ceará e Fluminense, o técnico agiu de novo. No domingo retrasado, contra os alvinegros, resolveu adiantar Bruno Peres para a ponta direita e, poucos minutos mais tarde, o lateral apareceu na área para marcar o único gol do duelo. Já na última rodada, diante dos cariocas, mandou Régis e Tréllez a campo no segundo tempo. O primeiro fez bela jogada individual e cruzou na medida para o colombiano se consagrar entre os talismãs de Aguirre.

Além dessa sequência nos últimos gols marcados pelo São Paulo, o técnico também apareceu como “iluminado” ao usar Reinaldo avançado contra o Corinthians, quando Everton estava suspenso. O clássico ficou marcado pelos dois gols do lateral-esquerdo, cada vez mais nas graças da torcida.

 

UOL

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.