Futebol Home São Paulo Times

Chutes de fora da área viram trunfo para o São Paulo

O São Paulo deve encarar mais uma árdua tarefa neste domingo (2) no Morumbi diante do Fluminense. Líder do Brasileirão, o time do técnico Diego Aguirre tentará mais uma vez furar a retranca montada pelos rivais quando o jogo é disputado no estádio são-paulino – como foi, por exemplo, contra o Ceará no último fim de semana.

Diante dos adversários mais fechados, o São Paulo tem recorridos aos chutes de fora da área para buscar as vitórias e minimizar seu ponto fraco, que é criar chances de gols diante de uma marcação cerrada no campo de ataque.

Os números obtidos em 2018 já são similares, inclusive, que os alcançados na temporada passada, quando o time contava com Hernanes e Thiago Mendes, dois jogadores especialistas nos chutes de longe. Em 2017, foram oito gols dessa forma, incluindo dois de falta de Hernanes. Nesse ano, são sete bolas na rede depois de finalizações de fora da área, com um gol de falta de Nenê.

Além do camisa 10, que marcou três gols de longe, Marcos Guilherme (já fora do clube), Shaylon, Reinaldo e Liziero também foram às redes dessa forma – os três últimos estarão em campo diante do Fluminense.

Tal dificuldade foi nítida diante do Colón, no Morumbi, pela Copa Sul-Americana. Naquela oportunidade, o estilo de jogo implantado por Aguirre, de intensidade, velocidade e decisões rápidas, parou no ferrolho argentino, que atuou com uma linha de cinco defensores. No jogo de volta, com a vantagem do empate, a equipe da Argentina foi surpreendida com um gol de Liziero de fora da área.
O líder São Paulo soma 45 pontos no campeonato, três a mais que o Inter, que é o segundo colocado. O time gaúcho enfrenta o Cruzeiro no Mineirão também neste domingo, às 19h (de Brasília).

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.