Futebol Home São Paulo Times

Santos contrata advogado Mário Bittencourt, que brilhou no Fluminense

O Santos conta com um reforço de peso para não ser derrotado no “tapetão” da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) por causa do “caso Carlos Sánchez”.

O time praiano contratou o advogado Mário Bittencourt para atuar na sua defesa. O profissional já até assinou ofício enviado à entidade que comanda a Copa Libertadores nesta sexta-feira exigindo a absolvição do “Peixe”.

Bittencourt ficou famoso no Brasil inteiro por conta de sua atuação no caso envolvendo o Fluminense e a Portuguesa, relativo ao Campeonato Brasileiro de 2013.

Em 16 de dezembro de 2013, o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) puniu a Lusa com a perda de quatro pontos por escalar o meia Héverton de maneira irregular em partida contra o Grêmio, pela última rodada da competição.

Com isso, o time paulista acabou caindo da 12ª para a 17ª posição, sendo rebaixado, enquanto o Flu, que havia caído originalmente, acabou se salvando.

Bittencourt também desempenhou as funções de diretor jurídico e vice-presidente de futebol nas Laranjeiras.

O outro advogado que representa o Santos na Conmebol é Marcelo Mendes, enquanto Rodrigo Gama Monteiro atua como diretor jurídico do time praiano.

O CASO CARLOS SÁNCHEZ E O OFÍCIO

O imbróglio criado por Carlos Sánchez pode transformar o empate por 0 a 0 do Santos com o Independiente, na última terça-feira, pelas oitavas da Libertadores, em uma derrota por 3 a 0, depois que o time argentino denunciou o clube brasileiro pela escalação irregular do meio-campista uruguaio, que tinha que cumprir um jogo de suspensão e entrou em campo de maneira irregular contra o Rojo.

Na carta enviada nesta sexta, o “Peixe” ressalta que é tricampeão da Libertadores, pede “espírito olímpico” à Confederação e pede “isonomia” no caso, querendo que a entidade releve a punição, como fez com o River Plate, que escalou o meio-campista Bruno Zuculini de forma irregular em sete partidas da competição continental.

A equipe alvinegra ainda volta a colocar a culpa no sistema COMET, da Conmebol, que indicou tanto que Sánchez quanto Zuculini estavam livres de punição e podiam atuar normalmente.

O River acabou não sendo denunciado por nenhum adversário, mas o Santos acabou indo parar no “tapetão” por pedido do Independiente, que entrou com ação logo após a partida de terça, na Argentina.

“Tanto o River Plate quanto o Santos FC são os terceiros de boa-fé nesta cadeia de informações e sistemas que, de forma bastante clara, pode e deve ter sido afetada por um erro de avaliação, por um erro de alimentação de informações por um funcionário, ou até mesmo um erro tecnológico bastante comum nos dias atuais”, escreveu o time da Baixada.

“Os princípios desportivos de competição, de fair play e até mesmo olímpicos devem prevalecer nesse caso, posto que o próprio comunicado exarado por V.Sas. destaca que o atleta do River Plate jogou sete jogos de forma irregular até que fosse descoberto pela entidade, ou seja, caso possa ter havido alguma interferência na competição ou desequilíbrio, foi muito mais grave no caso do River Plate que no caso do Santos, o que por si só não pode diferenciar o critério a ser aplicado, ou seja, se o atleta do River Plate cumprirá os dois jogos restantes ainda nesta competição, sem qualquer outra punição ao clube, assim deverá ocorrer no caso do Santos FC no que se refere ao atleta Carlos Sánchez”, acrescenta.

“Teríamos, sem dúvida alguma, o maior caso de utilização de critérios diferentes em casos análogos da história do futebol, ou até mesmo, na história do esporte mundial, e o Santos FC, tricampeão desta competição, não acredita realmente que poderá sofrer tratamento diferenciado”, complementou.

“Diante de todo o exposto, requer o Santos Futebol Clube que V.Sas. utilizem o mesmo critério utilizado com o River Plate constante do comunicado datado de 23 de agosto de 2018, determinando que o atleta Carlos Sánchez cumpra a suposta suspensão de uma partida que possa ter pendente no próximo jogo, a ser realizado no dia 28 de agosto de 2018 no Brasil, diante do próprio Club Atlético Independiente”, encerra.

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.