Futebol Home São Paulo Times

Quando o Tricolor vestiu azul e foi campeão sobre o Real Madrid

No dia 24 de agosto de 1969, o São Paulo venceu o time espanhol e conquistou o Troféu Colombino

Há 49 anos, o Tricolor venceu o Real Madrid por 2 a 1, com gols de Benê e Babá, e sagrou-se campeão do Troféu Colombino, tradicional competição europeia de pré-temporada. O mais curioso, entretanto, foi que nessa partida o São Paulo atuou com um uniforme todo azul, emprestado por um time local.


O torneio, de “tiro-curto”, começou um dia antes, 23 de agosto, em Huelva, na Espanha. Na estreia (semifinal), o São Paulo venceu o Las Palmas por 3 a 2, com gols de Zé Roberto, Babá e Nelsinho. A decisão, na noite seguinte, se deu contra o time da capital espanhola, que na rodada inicial superou o Anderlecht, da Bélgica, por 2 a 1.

O Tricolor entrou em campo com camisa, calção e meias azuis. Ainda que se diga que foi uma homenagem ao Recreativo de Huelva, anfitrião do evento e clube de futebol mais antigo da Espanha, é mais provável que o São Paulo tenha atuado assim por ausência do segundo jogo de uniforme do clube, o listrado, visto que enfrentaria o Real Madrid, tradicionalmente de vestes brancas.

O jogo começou favorável aos adversários. Logo aos sete minutos da etapa inicial, o árbitro marcou um pênalti contra os são-paulinos. Gento mandou para as redes e abriu o placar. O Tricolor, de azul, contudo, não esmoreceu e partiu para o ataque, pressionando os espanhóis no campo de defesa destes. O resultado veio ainda no primeiro tempo, aos 32 minutos: rebatida da zaga e a bola sobrou para Benê, de fora da área, pegar o rebote e chutar forte e rasteiro para o gol, empatando o jogo.

Nos 45 minutos finais, só deu São Paulo. Aos 15 minutos, Paraná foi derrubado na grande área, em lance semelhante ao pênalti marcado no início da partida, mas o juiz, desta vez, nada anotou. Apesar de todas as investidas são-paulinas, o tento da virada só veio aos 41 minutos. Paraná, pela esquerda, cruzou para a área e Babá, que já havia perdido duas grandes oportunidades, cabeceou certeiro para o fundo do gol.

Nos acréscimos, o Tricolor ainda marcou o terceiro gol, com Téia, mas o árbitro havia “encerrado” o jogo momentos antes. Não importava: com o resultado, o São Paulo sagrou-se campeão do Troféu Colombino e recebeu um magnífico e famoso troféu: “A Caravela de Colombo”.


SÃO PAULO 2 X 1 REAL MADRID

24.08.1969. Troféu Colombino 1969 – Final
Huelva (Espanha), Estádio Huelva
Árbitro: Ortiz de Mendibil (Espanha)
Público: 25.000 pagantes

SPFC: Picasso; Cláudio Deodato, Jurandir, Roberto Dias e Édson Cegonha (Tenente); Nenê e Benê; Miruca, Nelsinho, Babá (Téia) e Paraná. Técnico: Diede Lameiro

Gols: Benê, 32/1; Babá (cabeça), 41/2

Rival: Antonio Betancort; Antonio Calpe (Gregório Benito), Pedro De Felipe e Manuel Sanchís; Sánchez Pirri (José Luis) e Ignacio Zoco; Fleitas, Amancio Varela, Ramón Grosso, Manuel Velázquez e Francisco Gento. Técnico: Miguel Muñoz Mozún

Gols: Francisco Gento (pênalti), 7/1

 

saopaulofc.net

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.