Futebol Home São Paulo Times

Aguirre diz que São Paulo precisa manter-se calmo e humilde no segundo turno: “Falta muito ainda”

O título simbólico do São Paulo, que termina o primeiro turno do Brasileirão na liderança com 41 pontos, não tira os pés do técnico Diego Aguirre do chão.


Em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 0 contra a Chapecoense, no Morumbi, o uruguaio falou sobre o desafio de manter o bom desempenho do time na segunda parte da competição.

– É simplesmente um dado significativo, porque fala que estamos fazendo as coisas bem, estamos em uma posição que talvez muitos não acreditariam que estaríamos, na liderança. Futebol é assim, maravilhoso, dá esses momentos. Mas isso está começando, falta muito. Assim como tivemos uma sequência muito boa, não podemos confiar, têm muitos times – destacou.

– Temos que pensar no próximo jogo, não falar de outra coisa, de liderança, são consequências de ganhar cada jogo. Tem muito para frente. Dezenove jogos, qualquer coisa pode acontecer. Temos que manter a calma e humildade – completou.

Diante da Chape, a comissão técnica optou por poupar Reinaldo e Anderson Martins. Hudson, Rojas e Nenê também começaram no banco, mas entraram na etapa final. Segundo Aguirre, algo que estava planejado.


– Foi um jogo difícil. E nós tentamos fazer um planejamento, que não é de agora, sabíamos que teríamos uma sequência de jogos grande. Planejamos entre a comissão técnica, mas também falamos com os fisiologistas, e tentamo tomar uma decisão em conjunto. Eu acredito que é melhor fazermos umas trocas em alguns momentos, porque tem o risco de machucar, e o rendimento pode cair também. Às vezes são riscos que não dão certo, mas eu tento fazer. A vitória dá a razão, e uma derrota teria sido criticada, futebol é assim. Foi uma vitória merecida, não fizemos um bom jogo, mas conseguimos a vitória – afirmou.

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.