Futebol Home São Paulo Times

Everton Felipe tem obrigações esportivas para ter contrato definitivo com o São Paulo

Saiba como funciona o acordo com o meia-atacante, inicialmente emprestado pelo Sport até o fim de 2019

Responsável por formatar os contratos dos reforços do São Paulo, o gerente-executivo Alexandre Pássaro explicou como vai funcionar o acordo feito com Everton Felipe e o Sport, clube que emprestou o meia-atacante, apresentado no CT tricolor nesta quinta-feira.


Inicialmente, o São Paulo pagou R$ 3 milhões pelo empréstimo de Everton Felipe até o fim de 2019, com obrigação de compra para um contrato definitivo até o fim de 2022. Mas há uma possibilidade de essa transação ser feita antes.

No contrato, há metas esportivas de Everton Felipe que, se atingidas até o fim desta temporada, obrigam o São Paulo a pagar outros R$ 3 milhões em dezembro.

– É um empréstimo até o final de 2019, com obrigação de compra baseada em performances esportivas que imaginamos que possa se concluir. Confiamos que ele vai nos acomanhar em longo prazo – falou Alexandre Pássaro.

O gerente-executivo do São Paulo ainda falou sobre a condição de Morato, envolvido na negociação. O atacante, que percente ao Ituano, está emprestado ao Sport até o fim deste ano, quando vence também o empréstimo ao São Paulo.

– Vimos no Morato uma oportunidade para o São Paulo. Sabíamos do interesse do Sport nele. Fizemos um acordo em que a gente reempresta o Morato ao Sport, com anuência do Ituano, para que possa jogar, e mantivemos a opção de compra – falou Pássaro.


Segundo o diretor-executivo de futebol do São Paulo, Raí, o clube não deve contratar mais ninguém para esta temporada. Mas recentemente o técnico Diego Aguirre chegou a pedir mais um volante de contenção.

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.