Futebol Home São Paulo Times

São Paulo deixa de ganhar R$ 18 milhões com Cueva em cinco meses

A venda de Cueva ao Krasnodar, da Rússia, por € 8 milhões (R$ 36,2 milhões) garantiu alívio para Diego Aguirre e a diretoria do São Paulo. Mas também gerou muita contestação interna. É que o clube deixou de faturar, no mínimo, € 4 milhões (R$ 18,1 milhões) depois de recusar uma proposta de € 12 milhões (R$ 54,3 milhões) do Dalian Yifang pelo peruano, em fevereiro.

O Blog teve acesso à oferta dos chineses (reproduzida no fim da matéria). Além do dinheiro a mais, o Yifang ainda prometia repassar 10% ao São Paulo de uma venda futura. Com um detalhe importante: o Tricolor não teria de gastar qualquer centavo com pagamento de comissão a empresários em cima dos R$ 54,3 milhões.

Já o lucro com a ida de Cueva para o Krasnodar será inferior aos R$ 36,2 milhões justamente por causa das comissões. Ficou combinado o repasse de 8% aos empresários. Assim, a comissão será de R$ 2,9 milhões, diminuindo para R$ 33,3 milhões a bolada tricolor.

O São Paulo se recusou a negociar Cueva em fevereiro sob a alegação de que havia perdido, semanas antes, dois titulares absolutos: Hernanes, que voltou à China, e Pratto, vendido ao River Plate. Existia um temor sobre a repercussão negativa especialmente da torcida. No entanto, Diego Souza e Nenê já estavam contratados para contrabalancear as perdas.

O Dalian Yifang pagaria € 5 milhões à vista (o dinheiro seria quitado dez dias úteis após a confirmação da liberação de Cueva) e os € 7 milhões restantes em 30 de junho. O peruano teria direito a um contrato com duração de dois anos e dez meses, com um salário anual de € 3 milhões, o que lhe garantiria um rendimento mensal de quase R$ 1,1 milhão por mês.

Além de evitar críticas da torcida, o São Paulo apostava que Cueva se valorizaria de fevereiro até julho por causa da Copa do Mundo. Mas o efeito foi exatamente o contrário. O meia continuou causando problemas extracampo e só jogou 15 partidas pelo São Paulo no período. Já na seleção, desperdiçou um pênalti decisivo diante da Dinamarca e viu o Peru ser eliminado ainda na fase de grupos.

Vale lembrar que, quando da recusa da oferta chinesa, Cueva já havia sido multado duas vezes em 20% do seu salário, depois de demorar para se apresentar. Em janeiro, por exemplo, ele voltou das férias seis dias depois da data marcada alegando que tinha compromissos comerciais com a Fifa em seu país. Porém, foi flagrado jogando futebol com amigos em um campo de terra na cidade de Lima.

 

Blog do Jorge Nicola

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.