Futebol Home São Paulo Times

Zagueiro diz não ter proposta para sair e vê SP no mesmo patamar dos concorrentes no Brasileirão

Ainda em recuperação de uma cirurgia no pé esquerdo, Rodrigo Caio não entra em campo para jogar desde a segunda rodada do Campeonato Brasileiro, no empate sem gols com o Ceará. Neste período, porém, o zagueiro acompanhou, como torcedor, a ascensão do Tricolor na tabela. O time está em terceiro lugar, a quatro pontos do líder Flamengo, adversário na próxima rodada, em 18 de julho.

Rodrigo Caio, por sinal, vê o São Paulo forte na briga pelo título. O zagueiro não vê os concorrentes em vantagem sobre o Tricolor. Acredita que será uma disputa equilibrada.

– Com resultados positivos, tudo é alegria. Mas nós sabemos que o momento no futebol é muito rápido. Tem que viver jogo a jogo, porque, se vence, você é o melhor e, se perde, é o pior. Tem de mander o ritmo. Estamos no patamar de todas as equipes. Não vejo ninguém acima – disse Rodrigo Caio durante evento em São Paulo.

A diretoria do São Paulo imaginava que Rodrigo Caio fosse ser alvo do mercado europeu nesta janela de transferências. Mas o zagueiro, que tem contrato com o Tricolor até 2021, acredita que a lesão no pé esquerdo possa ter atrapalhado.

– Deixei bem claro que tenho objetivos, mas ainda tenho contrato até 2021. Você ficar fora é claro que atrapalha. Quero estar dentro de campo. Não tem nada (de proposta) por enquanto, porque não estou jogando. Quero voltar o quanto antes para ajudar o time e me sentir feliz – declarou.

Sobre a recuperação, Rodrigo Caio afirmou que ainda é cedo para fazer uma previsão de retorno:

– Comecei a andar agora e vou fortalecer. Estou me sentindo cada dia melhor, fazendo trabalho na piscina, onde posso ter impacto. Logo logo vou estar 100% – completou o zagueiro.

Na última terça-feira, Rodrigo Caio tirou fotos para o calendário inclusivo da Institução Olga Kos de Inclusão Cultura. O zagueiro ficou honrado com o convite.

– É um projeto muito bacana. Fico feliz de ter sido escolhido para estar perto. Espero que esse projeto consiga ajudar cada vez mais pessoas – acrescentou Rodrigo Caio.

O Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural é uma associação sem fins econômicos que desenvolve projetos artísticos e esportivos para atender, prioritariamente, crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual.

 

Fonte: Globo Esporte

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.