Futebol Home São Paulo Times

“Fiquei devendo ao torcedor do São Paulo”, lamenta Miranda ao falar da Libertadores

Miranda deixou o São Paulo após cinco anos e três títulos conquistado, o tricampeonato brasileiro. Mas ele confessa que deixou o clube e hoje se sente em dívida com o são-paulino ao não ter ajudado o Tricolor a vencer a Libertadores e até o Mundial de Clubes.

Ele chegou ao São Paulo doze dias depois do clube perder a Libertadores para o Inter, em 2006. Mas quando chegou acumulou duas quedas nas semifinais (2008 – Fluminense e 2010 – Internacional). Em um bate-papo no canal “Pilhado”, Miranda relembrou como os episódios motivavam para o Tricolor ganhar o Brasileirão.

“Lá foi uma história bonita e foi o momento. O momento que o São Paulo vivia era brilhante. A gente era cobrado porque saía da Libertadores, depois ia e ganhava o Brasileiro (risos). Mas aí no ano seguinte vinha a cobrança de novo, porque chegávamos nas semifinais, que na época era muito mais difícil ganhar uma Libertadores do que hoje…”, opina Miranda.

Miranda também não esconde a frustração de não ter ganhado a competição pelo clube do Morumbi.

“Ficou (frustração). Porque no São Paulo eles dão tanto valor para esse campeonato. E foi o que ficou faltando para mim no São Paulo, ganhar uma Libertadores ou um Mundial. O são-paulino valoriza muito esses títulos e eu fiquei devendo esse título para o torcedor do São Paulo”, lamentou o ídolo.

VAI VOLTAR PARA CONQUISTAR NO SÃO PAULO? MIRANDA ACHA DIFÍCIL

O zagueiro de 33 anos está na Inter de Milão e tem contrato até 30 junho de 2019. O camisa 3 da Seleção Brasileira tem o pensamento de não voltar ao Brasil como jogador. Por outro lado deixa claro que isso não é uma ideia permanente.

“Como jogador é difícil. Minha prioridade é permanecer na Europa, tenho mais um ano e meio de contrato com a Inter e no momento vou procurar cumprir esse contrato. As coisas são dinâmicas no futebol. Pode ser que daqui a dois dias eu mude de opinião ou surja alguma oferta convincente que possa fazer com que eu retorne ao Brasil. Mas hoje vejo essa possibilidade muito difícil”, explicou.

MIRANDA REVELA QUE ALOÍSIO FINGIA LESÃO PARA AJUDAR COMPANHEIROS

Uma das histórias em que o ídolo são-paulino se recorda é de Aloísio ‘Chulapa’. Com a mentalidade de sempre ajudar as pessoas, o atacante fingia lesão para dar lugar aos jogadores que estavam em má fase.

“Às vezes ele falava assim ‘É, Borges.. você precisa jogar. Eu vou deixar você jogar no meu lugar”. E ele deixava o cara jogar no lugar dele. Ele falava que estava sentindo lesão ou que estava cansado para o Borges jogar. Isso é para você ver o coração da pessoa, a figura que ele é”, se emocionou.

“Como pessoa ele era impressionante. E o Borges entrava (em campo) também na mesma pegada. Mas como pessoa, o Aloísio é uma pessoa sensacional, queria brincar o tempo inteiro. Mas na hora do jogo ele se transformava. Ele falava ‘Miranda, joga a bola para cima e deixa comigo”, relembrou o zagueiro.

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.