Futebol Home São Paulo Times

São Paulo age rápido para não deixar Aguirre sem opção pela direita

Discreta e repentina, a contratação de Joao Rojas, anunciada pelo São Paulo na noite dessa sexta-feira, pode ter sido ofuscada pelo momento de Copa do Mundo e férias dos jogadores, mas o reforço equatoriano pode ser fundamental para a equipe tricolor no segundo semestre.

A pausa para o Mundial da Rússia não tirou o sossego do técnico Diego Aguirre e do diretor executivo de futebol Raí na busca por uma peça que pudesse dar ao comandante uruguaio uma opção pela ponta direita de ataque.

Joao Rojas foi observado e indicado por Aguirre. Chega com aval do treinador. Ou seja, não deve demorar a receber oportunidade. Na reapresentação do grupo são-paulino, terça-feira, às 14h30, no CT da Barra Funda, o ex-atleta do Talleres, da Argentina, já trabalhará ao lado de seus novos companheiros.

A busca apressada por um jogador da posição se deu pelo baque que Aguirre levou no mês de junho. Em um espaço curto de tempo, o clube perdeu Marcos Guilherme e Valdívia, e também não sabe quando poderá contar de novo com Régis.

Marcos Guilherme estava emprestado junto ao Atlético-PR. Sem acordo com os paranaenses, o meia teve de se despedir do São Paulo e acabou vendido ao Al Wehda, da Arábia Saudita, novo time de Fábio Carille, ex-Corinthians.

Valdívia tomou o mesmo rumo. Seu empréstimo iria até o fim do ano, mas o Internacional, então dono de seus direitos econômicos, acabou negociando o atleta com Al-Itihad, também da Arábia Saudita.

Para completar o cenário, Régis teve o contrato suspenso enquanto resolve uma questão particular com seus familiares. Apesar do otimismo de quem trabalha com o jogador sobre seu retorno em breve, a situação misteriosa ainda é uma incógnita e não se pode garantir sequer se o vínculo não será rescindido.

Dessa forma, Diego Aguirre perdeu, em uma tacada só, três jogadores que poderiam ajudar no mesmo setor. Araruna e até o centroavante Tréllez chegaram a ser deslocados para a ponta direita em algum momento nos últimos jogos do time para preencher o espaço e cumprir função.

Tudo isso explica a contratação de Joao Rojas, ainda desconhecido por aqui, mas com boa reputação por onde passou. Membro da seleção equatoriana que disputou a Copa do Mundo de 2014, o meia-atacante de 29 anos tem características técnicas e de velocidade. Depois de se destacar pelo Cruz Azul, do México, defendeu o Talleres na campanha da última temporada, quando a equipe brigou pelo título. Foi titular na maioria das vezes, mas marcou só um gol.

 

Gazeta Esportiva

Anúncios

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.