Futebol Home São Paulo Times

São Paulo age rápido para não deixar Aguirre sem opção pela direita

Discreta e repentina, a contratação de Joao Rojas, anunciada pelo São Paulo na noite dessa sexta-feira, pode ter sido ofuscada pelo momento de Copa do Mundo e férias dos jogadores, mas o reforço equatoriano pode ser fundamental para a equipe tricolor no segundo semestre.

A pausa para o Mundial da Rússia não tirou o sossego do técnico Diego Aguirre e do diretor executivo de futebol Raí na busca por uma peça que pudesse dar ao comandante uruguaio uma opção pela ponta direita de ataque.

Joao Rojas foi observado e indicado por Aguirre. Chega com aval do treinador. Ou seja, não deve demorar a receber oportunidade. Na reapresentação do grupo são-paulino, terça-feira, às 14h30, no CT da Barra Funda, o ex-atleta do Talleres, da Argentina, já trabalhará ao lado de seus novos companheiros.

A busca apressada por um jogador da posição se deu pelo baque que Aguirre levou no mês de junho. Em um espaço curto de tempo, o clube perdeu Marcos Guilherme e Valdívia, e também não sabe quando poderá contar de novo com Régis.

Marcos Guilherme estava emprestado junto ao Atlético-PR. Sem acordo com os paranaenses, o meia teve de se despedir do São Paulo e acabou vendido ao Al Wehda, da Arábia Saudita, novo time de Fábio Carille, ex-Corinthians.

Valdívia tomou o mesmo rumo. Seu empréstimo iria até o fim do ano, mas o Internacional, então dono de seus direitos econômicos, acabou negociando o atleta com Al-Itihad, também da Arábia Saudita.

Para completar o cenário, Régis teve o contrato suspenso enquanto resolve uma questão particular com seus familiares. Apesar do otimismo de quem trabalha com o jogador sobre seu retorno em breve, a situação misteriosa ainda é uma incógnita e não se pode garantir sequer se o vínculo não será rescindido.

Dessa forma, Diego Aguirre perdeu, em uma tacada só, três jogadores que poderiam ajudar no mesmo setor. Araruna e até o centroavante Tréllez chegaram a ser deslocados para a ponta direita em algum momento nos últimos jogos do time para preencher o espaço e cumprir função.

Tudo isso explica a contratação de Joao Rojas, ainda desconhecido por aqui, mas com boa reputação por onde passou. Membro da seleção equatoriana que disputou a Copa do Mundo de 2014, o meia-atacante de 29 anos tem características técnicas e de velocidade. Depois de se destacar pelo Cruz Azul, do México, defendeu o Talleres na campanha da última temporada, quando a equipe brigou pelo título. Foi titular na maioria das vezes, mas marcou só um gol.

 

Gazeta Esportiva

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.