Futebol Home São Paulo Times

Ganso no CT da Barra Funda

por Érico Leonan / saopaulofc.net

Ganso vai ao CT da Barra Funda e mata saudade do Tricolor. Confira!

Quem defendeu o Tricolor já sabe: visitar o clube é parada obrigatória no período de férias. Atualmente no Sevilha-ESP, Paulo Henrique Ganso passou no Centro de Treinamento da Barra Funda na última terça-feira (12), antes do duelo com o Vitória (3 x 0), e matou a saudade do clube.

Maestro do São Paulo de 2012 a 2016, o meio-campista conversou com o elenco e os membros da comissão técnica, reencontrou funcionários e recebeu uma camisa do Presidente Carlos Augusto de Barros e Silva.

“Visitar o São Paulo é parada obrigatória nas férias (risos). Tenho um carinho enorme pelo clube e fiz muitos amigos aqui. Ano passado, visitei o Morumbi. E este ano foi a vez de rever o pessoal no CT. Foi especial reencontrar a rapaziada e matar a saudade do Tricolor”, disse Ganso, que em 2017 acompanhou o triunfo sobre o Avaí (2 x 0), no Morumbi.

Ganso fez o roteiro dos atletas que passaram pelo São Paulo e fizeram questão de mostrar a identidade com o clube, como Mineiro, Maicon, David Neres, Alexandre Pato, Lucas Moura, Lucas Evangelista e Thiago Mendes que visitaram o Tricolor neste período de férias do futebol internacional.

Contratado após longa insistência do São Paulo, em 2012, Ganso foi ponto fundamental da negociação na ocasião, sempre reiterando seu desejo de vestir a camisa são-paulina. Em sua apresentação – antes da vitória sobre o Cruzeiro por 1 a 0, no dia 23 de setembro – levou ao Morumbi mais de 40.000 torcedores, que saudaram em grande estilo o novo Maestro Tricolor, herdeiro da camisa 10 que um dia foi de Raí.

Após estrear na vitória sobre o Náutico por 2 a 1 pelo Campeonato Brasileiro, o armador encantou os torcedores com a sua genialidade. Dono de passes precisos e assistências memoráveis, o meia assumiu o protagonismo e regeu o time em campo. Com um trabalho de prevenção no REFFIS, o Maestro deixou as lesões para trás e se firmou entre os titulares.

Os números, aliás, comprovaram a evolução do jogador. Desde a sua contratação, no período em que esteve no clube, Ganso foi o jogador que mais vezes defendeu o Tricolor: 221 vezes, superando Rogério Ceni (206) e Rodrigo Caio (155).

O meia balançou as redes 24 vezes e deu 49 assistências – seu diferencial. Foram 105 vitórias, 45 empates e 71 derrotas, além de ter conquistado o título da Sul-Americana – inédito para o clube. Em julho de 2016, o jogador foi negociado com o Sevilha-ESP.

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.