Futebol Home São Paulo Times

Jogadores invertem papéis antes de Choque-Rei pelo Brasileirão

Aquele que foi contratado para ser a principal estrela do time está sob desconfiança. E o outro, que teve a contratação contestada, virou o protagonista da equipe. O clássico deste sábado, às 21h, na arena, entre Palmeiras e São Paulo, pela oitava rodada do Brasileirão, vai confrontar Lucas Lima e Nenê.

O meia do Palmeiras foi o reforço mais badalado da temporada no clube. Até por ter trocado um rival, o Santos, pelo Verdão. Mas, até aqui, Lucas Lima não conseguiu encantar. E os dados ajudam a mostrar isso: o jogador foi substituído por Roger Machado em 65% dos jogos no ano e tem recebido muitas vaias da torcida.

Nenê fez o caminho contrário. Quando contratado, o então técnico Dorival Júnior disse que não tinha pedido o reforço de 36 anos. Chegou a ser titular, mas foi para a reserva. Com Aguirre, as coisas mudaram. Presente em todos os jogos com o treinador, virou vice-artilheiro da equipe, com sete gols.

– Nosso time colocou na cabeça que tínhamos um plantel bom e que poderíamos conquistar coisas importantes neste ano. Aprendemos com os erros. Claro que precisamos melhorar muito, ter os pés no chão. Não conquistamos nada, mas estamos felizes por estar bem – declarou Nenê.

Nenê tem sido fundamental para o São Paulo (Foto: Marcos Ribolli)

Lucas Lima, pelo lado do Palmeiras, não vive um momento tão bom. Apesar de o time ter ficado na primeira colocação geral da fase de grupos da Libertadores, a pressão por um futebol mais vistoso ronda a Academia de Futebol. Mas o técnico Roger Machado descarta desistir do talento do meia.

– O importante é que o Lucas não desaprendeu a jogar. A gente sabe do talento que ele tem. Nós todos somos responsáveis por tentar recuperar o futebol do Lucas. Não só o futebol do Lucas, a nossa engrenagem funcionar melhor assim como funcionou recentemente – disse Roger, depois da derrota para o Cruzeiro, na quarta-feira

– O Lucas jé fez muitos bons jogos. Ele é codependente do que acontece coletivamente no time. Quando oscila, o Lucas também perde rendimento. Não só ele como outros jogadores que precisam dessa combinação e da aproximação para jogar – completou o treinador.

Contra o Sport, na semana passada, Lucas Lima foi novamente substituído e deixou o campo sob vaias da torcida. Depois, não se pronunciou mais, como tinha feito após o empate com o América-MG, pela Copa do Brasil. Na ocasião, o meia disse entender a bronca dos torcedores.

Nenê está no outro extremo. Na última quarta-feira, ao ser substituído durante a vitória sobre o Botafogo, o meia do Tricolor deixou o campo ovacionado pela torcida. Aos 36 anos, o jogador tem sido fundamental no esquema são-paulino.

Neste sábado, porém, o Choque-Rei na arena carrega um tabu pró-Palmeiras: em seis jogos no novo estádio do Verdão contra o rival tricolor, seis vitórias alviverdes. Na tabela do Brasileirão, o São Paulo tem 16 pontos e briga pela liderança, enquanto o Palmeiras tem 11 e caiu para a zona intermediária.

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.