Futebol Home São Paulo Times

Finalista da Copa do Brasil, capitão tricolor pode pintar no profissional

Fonte: Gazeta Esportiva

Cobrador de pênaltis da equipe, o capitão Rodrigo quer seguir com sua ascensão no São Paulo. Neste sábado, o zagueiro de 1,89m terá a oportunidade de dar mais um importante passo em seu início de carreira, já que terá pela frente o Corinthians, às 10h45 (de Brasília), em Itaquera, no clássico válido pelo primeiro jogo da final da Copa do Brasil sub-20. O prestígio do garoto baiano é tamanho que recentemente houve conversas para que ele fosse alçado ao time profissional do clube do Morumbi.


“Já houve, sim, uma conversa sobre minha possível subida ao time profissional, mas procuro pensar primeiro aqui, porque eu indo bem aqui, vai ficar cada vez mais fácil para eu ser promovido”, garantiu o zagueiro à Gazeta Esportiva.

Desde os 14 anos em Cotia, Rodrigo já se projeta erguendo mais um troféu com a camisa tricolor, agora cinco anos mais velho. Campeão da Copa RS de 2017 já como capitão, o zagueiro viu a chance de o clube do Morumbi voltar a conquistar a Copa São Paulo de Futebol Júnior escorrer pelos dedos após a vitória do Flamengo na grande decisão, no Pacaembu. Contudo, agora sob novo comando e de energia renovada, o jogador adota um discurso que mostra a sua distância de qualquer deslumbramento.

“Eu acho que tenho que me preparar cada vez mais e continuar indo bem em todos os campeonatos, liderando a equipe e fazendo meu trabalho”, disse Rodrigo, comentando sobre suas possíveis futuras chances no time comandado pelo técnico Diego Aguirre. “Acho que [a promoção ao profissional] vai acontecer naturalmente. Tenho que estar com a cabeça boa e me preparar bem psicologicamente para poder aproveitar ao máximo possível a oportunidade que vier”.

Essa será a segunda final da carreira de Rodrigo contra um arquirrival. Durante a preparação para a Copinha deste ano, o São Paulo fez valer seu favoritismo contra o Palmeiras, vencendo o Verdão de virada por 4 a 3 na grande final da Copa RS. Agora, a bola da vez é o Corinthians, contra quem o Tricolor já jogou em 2018, já que o Timão caiu justamente no mesmo grupo que o clube do Morumbi no Campeonato Paulista sub-20.

“A equipe do Corinthians é uma equipe muito coesa, bem qualificada, mas nunca entrei em campo contra eles. Teve até um jogo no Paulista contra eles, só que a gente estava na Copa do Brasil, não pude jogar”, explicou Rodrigo, lembrando que na ocasião foi uma equipe alternativa que enfrentou o Timão. “Agora vou ter a oportunidade de enfrenta-los em uma final de uma competição muito importante. Vou dar o máximo para, se Deus quiser, a gente sair com a vitória no primeiro jogo e levar uma boa vantagem para o Morumbi”.

Tendo Sergio Ramos, do Real Madrid, como espelho, Rodrigo é um dos “veteranos” do grupo comandado por Orlando Ribeiro. Em Cotia desde 2014, o zagueiro vindo do Bahia não escondeu o espanto ao adentrar no CFA Laudo Natel pela primeira vez. A estrutura não só impressiona, mas também pressiona os meninos, que precisam corresponder com resultados à altura do grande investimento feito pelo clube, algo tratado com bastante naturalidade pelo defensor.

“Eu não levo como peso, acredito que é mais uma cobrança por proporcionar tudo do bom e do melhor para nós. Os caras têm todo o direito de cobrar que a gente chegue em todos os campeonatos, nem que seja entre os três melhores”, concluiu o jogador que já soma oito títulos desde que desembarcou em Cotia.

Rodrigo comemora gol da vitória sobre o Palmeiras, no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil sub-20 (Foto: Afonso Pastore/saopaulofc.net)

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.