Futebol Home São Paulo Times

São Paulo de Aguirre tem movimentação que Dorival tentou, sem sucesso, implantar

Diego Aguirre conseguiu o que Dorival Júnior não conseguiu. Além da vitória (1 a 0) no clássico contra o Santos com uma atuação bastante consistente, o ​São Paulo do uruguaio apresentou, através do esquema 4-2-1-3, algo que o antigo treinador tentou, sem sucesso, implantar na equipe. O posicionamento e a movimentação de alguns jogadores chamaram a atenção.

 

rodrigo cesar@rcesar785

São Paulo está melhorando nas mãos do Aguirre isso é fato mais ainda precisa provar que pode brigar pelo menos por vaga na libertadores.

No período de Dorival, ele buscou de forma incessante uma troca de posição sincronizada entre laterais e pontas. Mas não viu resultado. No duelo deste domingo, válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, isso foi colocado em prática. Na direita, Militão e Marcos Guilherme (este considerado o melhor marcador entre os meias-atacantes do plantel) travaram Dodô e Rodrygo, considerado o principal lado de ataque do Peixe. Por sua vez, na esquerda, Reinado e Everton encontraram espaço para criar as melhores oportunidades da equipe Tricolor.

Douglas Ramon@RamonSTavares

São Paulo tá evoluindo, deixa o Aguirre trabalhar!!!

Em determinados momentos, os pontas centralizavam para a passagem dos laterais, sem contar o fato de que conseguiam voltar rapidamente quando perdiam a bola. Com isso, possibilitaram a Nenê ficar mais à vontade em campo, sendo o “número 1” e se juntando ao trio ofensivo completado por Diego Souza. Com esta consciência tática, automaticamente se gerou menos desgaste para quem está na frente e deu maior poder de fogo na hora de parar o adversário, com Jucilei e Hudson atuando lado a lado como volantes. Enfim, uma evolução bastante significativa e o melhor: aliada ao resultado positivo que deixa o São Paulo na sétima posição do Brasileirão com dez pontos ganhos.

Torcedores.com

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.