São Paulo Vasco

Diego Souza admite que quase foi para o Vasco, mas diz viver novo momento

Diego Souza participou do Tá na Área, do SporTV, nesta sexta-feira. Em recuperação de um edema muscular na coxa esquerda, o atacante do São Paulo falou sobre a volta por cima no clube. O camisa 9 não deve ser relacionado para o duelo deste domingo, contra o Bahia, em Salvador.

Artilheiro do Tricolor na temporada, com cinco gols, Diego Souza renasceu no clube depois de quase ser negociado com o Vasco. Há três jogos como titular absoluto, ele se destacou e ganhou a confiança do técnico Diego Aguirre, com quem teve uma conversa franca recentemente.

– Mudou muita coisa. A chegada do Aguirre, no começo eu não fui utilizado, mas depois a gente conversou. Foi uma conversa boa, produtiva e me deu confiança. Ele me deixa jogar da maneira que eu gosto. Então, isso tudo ajuda para entrar dentro de campo e realizar bem seu trabalho – disse Diego Souza.

O atacante comentou também sobre a proposta do Vasco. O time carioca o queria de volta para esta temporada, mas a diretoria do São Paulo não liberou.

– Eu não estava sendo utilizado e a perspectiva de ser utilizado era baixa. Chegou o momento que teve uma proposta que eu acabei quase saindo. Mas aí a gente conversou, eu, Raí e Aguirre, resolvemos algumas coisas, tive uma sequência e estou podendo ajudar. Estou gostando e feliz com o que está acontecendo – falou o camisa 9.

– É um novo momento, um momento em que eu me sinto importante e feliz. Cheio de energia para ajudar meus companheiros dentro de campo – acrescentou.

Quando foi contratado pelo São Paulo, Diego Souza tinha como meta a disputa da Copa do Mundo com a seleção brasileira. Mas perdeu espaço com Dorival Júnior por conta do rendimento abaixo do esperado e só voltou a atuar bem agora, nesses últimos três jogos com Aguirre.

– Sem dúvida nenhuma seria um prazer maravilhoso estar dentro de uma lista final de Seleção para a Copa do Mundo. Mas na função que eu tenho ali na frente tem dois jogadores que estão muito bem, que são Gabriel Jesus e Firmino. Caso o Tite pretenda me levar para, quem sabe, eu ajudar em uma outra posição, vou ficar muito feliz. Já fui convocado pelo Tite e dei sempre meu melhor e aproveitei as oportunidades. Só por ter participado desse grupo tão forte que é o do Brasil já sou um cara realizado e feliz – analisou.

Anúncios

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.