'Ganhar de Corinthians e Palmeiras era até fácil, pois eles não tinham a estrutura do São Paulo', diz Lugano


Publicado em 13/02/2018 15:10
Autor: Tabelando
Fonte: ESPN

'Ganhar de Corinthians e Palmeiras era até fácil, pois eles não tinham a estrutura do São Paulo', diz Lugano Foto: Gazeta Press

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o ex-zagueiro Diego Lugano, que atualmente trabalha como superintendente de relações institucionais do São Paulo, relembrou seus tempos de jogador ao falar sobre o atual momento da equipe tricolor contra Corinthians e Palmeiras, seus maiores rivais.



O uruguaio lembrou que há 15 anos, quando ele chegou ao Morumbi como um desconhecido defensor do pequeno Plaza Colonia, alviverdes e alvinegros viviam momentos de turbulência política e esporiva, sendo presa fácil para os são-paulinos em competições nacionais e internacionais.

Desde então, porém, Corinthians e Palmeiras arrumaram a casa e voltaram a ser potências, enquanto o São Paulo atualmente passa por momento de baixa, sem conquistar um título relevante desde a Copa Sul-Americana de 2012.

"Antes, ganhar de Corinthians e Palmeiras era até fácil porque eles não tinham nem de perto a estrutura do São Paulo. Ganhávamos de forma assídua em razão da estrutura, e não por ter o melhor time", analisou Lugano.

"Hoje o Corinthians já cresceu, o Palmeiras também, o Grêmio, o Atlético-MG evoluiu e o Cruzeiro também. O Flamengo depois de tanto tempo tem um time da altura que sua torcida merece", completou.

Questionado se o São Paulo "parou no tempo", vivendo ainda da fase em que se intitulou como "Soberano", o agora cartola foi reticente. Segundo o ex-zagueiro, a equipe precisa ganhar logo um título grande para voltar a ter tranquilidade.

"Não sei se o São Paulo parou no tempo, mas sei que os outros times se desenvolveram em razão da melhora de gestão, de querer melhorar. Isso foi muito positivo para o futebol brasileiro", ressaltou.

"Dentro desse contexto, o São Paulo tem que saber que hoje não é único. Não sei se naquela época o São Paulo era tão bom, talvez, era o único. Aí que estava a diferença", acrescentou.

"Se o São Paulo com humildade e autocrítica enxergar isso como uma chance de crescer sem perder sua essência, sua origem, será uma maneira excelente para melhorar", salientou.

"Eu comparo esse momento igual a 2003, quando cheguei. O São Paulo estava há muito tempo sem ser campeão. Tínhamos um timaço, mas não conseguíamos. Aí ganhamos um paulista e faturamos vários títulos. É o que falta para o São Paulo agora. Precisa encaixar um título para ter tranquilidade. Estamos fazendo tudo para que isso aconteça", complementou.
 


Leia mais

Comentários