Dividido entre São Paulo e Orlando, Kaká recebe oferta 40% menor dos americanos para renovar


Publicado em 11/10/2017 09:16
Autor: Tabelando
Fonte: Blog do Jorge Nicola

Dividido entre São Paulo e Orlando, Kaká recebe oferta 40% menor dos americanos para renovar Foto: Twitter oficial do Orlando City

Renovar com o Orlando City, retornar para o São Paulo ou se aposentar. Essas são as três possibilidades que Kaká analisa para 2018. E o time americano fez na semana passada uma oferta para prorrogar o vínculo do meia por mais uma temporada – o acordo atual termina no dia 31 de dezembro. Com um detalhe: a proposta prevê redução de 40% no salário.

O atual vínculo garante a Kaká aproximadamente R$ 1,8 milhão por mês. Com os descontos, seu salário líquido é de R$ 1,2 milhão mensal. Se aceitar o novo contrato, o brasileiro embolsará pouco menos de R$ 800 mil mensais em 2018.

O Orlando City ainda prometeu a Kaká um projeto para depois da aposentadoria. Entre as possibilidades, está a de o brasileiro passar a ocupar um cargo de embaixador do time pelo mundo.

Kaká gostou da ideia de estar ligado ao Orlando City mesmo após deixar os campos, mas se frustrou com o salário oferecido para o próximo ano. Coincidência ou não, foi ao ar dias depois da oferta uma entrevista que Kaká concedeu à TV Globo revelando que ainda cogita defender o São Paulo.

Com a justificativa de que está totalmente focado na luta contra o rebaixamento para a Série B, o clube que revelou Kaká ainda não acenou com qualquer proposta para 2018, apesar de já ter deixado claro o interesse em contar com ele no futuro. “Só pensaremos nessas situações depois que sairmos da posição em que estamos. Antes disso, não temos a mínima condição de tentar planejar o ano seguinte”, afirmou o técnico Dorival Junior.

Se participar das duas rodadas que restam para o fim da 1ª fase da MLS (Major League Soccer), Kaká igualará as 24 partidas que disputou na temporada passada. Ele tem seis gols neste ano, contra nove da edição anterior. Seus melhores números são do primeiro ano nos Estados Unidos, em 2015, com 30 jogos e dez gols.

Aos 35 anos de idade, o brasileiro não esconde que só deve seguir nos gramados por mais um ano. As dores pelo corpo e a dificuldade de recuperação entre uma partida e outra fazem com que ele entenda que a aposentadoria virou uma questão de tempo.

Pelo São Paulo, onde foi revelado, Kaká soma 113 jogos e 50 gols no time profissional ao longo de duas passagens – a primeira de 2001 a 2003 e a segunda em 2014. Último jogador eleito o melhor do mundo antes de Messi e Cristiano Ronaldo dominarem completamente o prêmio, Kaká também defendeu Milan e Real Madrid.
 


Leia mais

Comentários